sexta-feira, 14 de julho de 2017

Toran O Destino de Taga e a América Selvagem ( RESENHA)

Boa tarde galerinha do bem.
O livro resenhado de hoje é o livro Toran o Destino de Taga e a América Selvagem do autor Marcelo Pereira.
O livro foi lançado pela editora Scortecci que é parceira aqui do blog, mas o livro foi cedido pelo autor.

Título : Toran o Destino de Taga e a América Selvagem
 Autor : Marcelo Pereira.
Editora: Scortecci
Ano: 2017

SINOPSE:

TORAN é uma história mágica com que o leitor consegue se identificar logo nos primeiros capítulos, mostrando o mundo real das florestas temperadas, tundras e pradarias da América do Norte e expondo de um jeito singelo a vida selvagem dos animais e da natureza em geral. Apresenta ainda personagens reais: os animais e um jovem indígena conhecido por Taga, que tem a missão de defender as florestas do continente e torna-se um guerreiro de sua tribo.
A luta pela sobrevivência dos animais nas florestas e a cultura indígena são os temas principais dessa aventura que leva o leitor a conscientizar_se sobre a vida selvagem.
É uma emocionante estória, baseada na vida selvagem e contada de maneira que todos reconheçam a importância da preservação da natureza e do respeito à terra e à vida.
Dotada de uma escrita clara e ritmada que conduz o leitor de maneira generosa, dando_lhe um amparo fundamental para acompanhar o autor, Toran apresenta_se como uma narrativa segura, trançada de maneira inteligente e verossímil.


RESENHA:

Toran era uma floresta, uma espécie de refúgio para vários animais da América selvagem, dentre eles grandes rebanhos de renas, carneiros e alces, esses por sua vez eram considerados as principais presas dos ursos-pardos , lobos e do grande puma que adorava caçar na escuridão e sombras da noite em lua crescente.

Havia uma tribo indígena chamada kenai, para essa tribo eram considerados 4 animais sagrados: o bisão ou o bufálo, considerado símbolo de abundância, pois dele vinha quase tudo, a carne para a sobrevivência, o couro para vestuário e moradia e os ossos para as ferramentas, a águia, o lobo e o puma.

Só que  há um tempo atras,  houve um mal entendido entre os lobos , os leões da montanha e a tribo dos kenais, que os tornaram inimigos,  e o jovem Taga sendo um kenai, teria a missão de restabelecer a paz entre esses animais e sua tribo, para que juntos sobrevivessem na América selvagem.


Atsila era o bravo chefe da tribo Kenai, o respeitado xamã e pai de Taga, que queria ver o filho como um grande guerreiro da tribo.
Como de costume o pai deveria levar o filho para se sentar no topo de uma montanha, era o rito da passagem para a juventude, só que no meio do caminho antes de chegar à montanha, aconteceu uma grande nevasca que veio separar pai e filho, levando o xamã a acreditar que seu filho teria morrido.
Hum, será mesmo que Taga morreu? Ou a natureza  com os seus mistérios deu-lhe uma segunda chance?

A partir daí começa a grande aventura na floresta narrada pelos próprios animais, como ursos, corujas, leões, lobos, etc...
E nós leitores, embarcamos junto com eles conhecendo o seu habitat, sua alimentação, sua forma de viver no dia a dia em uma floresta cheia de encantos.

" A mãe-ursa tinha feito sua toca, próxima a várias amoreiras que já se encontravam em frutos... paciente, Ayana os ensinava a colher amora,mas em alerta para qualquer sinal de  perigo ao seu redor. ficaram horas saboreando os frutos."

Todos os animais  da América deveriam se preparar para a chegada dos Lennos, povo muito temido pelos habitantes da floresta, pois iriam explorar e roubar as riquezas das terras, e assim matariam muitos animais e destruiriam seus habitats.
Com isso decidiram reunir todos os animais para uma grande reunião para decidirem o que fazerem.

É uma belíssima história onde o autor se preocupa em mostrar como de fato vive os animais, suas características e o meio de sobrevivência de cada um.
Destaca ainda a cultura indígena, mostrando seus costumes, suas crenças na natureza e nos leva a um cenário maravilhoso em meio a muitos verdes, lagos, montanhas.


Em meio a leitura dá pra sentir a neve gelada,  o sussurro dos ventos, o eco da floresta a cada passo , pois o autor narra de forma inteligente e sensível , que quando lemos ficamos fascinados graças as riquezas em precisão de  detalhes , que parecem reais enquanto estamos lendo.
E quem pensa que só tem narração entre os animais se engana, pois no enredo também é apresentado um lindo romance indígena .

" Ficou perplexo quando viu diante dos seus olhos uma linda jovem kenai com seus comprido cabelos negros ao vento..."

"Vocês são como a águia e o falcão. Se vocês estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor , não só viverão arrastando-se como também começarão  a se machucar-se  um ao outro. Se quiserem que o amor entre vocês perdure, então devem voar juntos e jamais amarrados." 

Minha matéria preferida no ensino fundamental e até para dar aulas mesmo como professora sempre foi Ciências Naturais, sempre fui apaixonada pela natureza em geral. Então super indico esse livro aos pedagogos pela proposta paradidática que ele aborda, para os biólogos e para aqueles que realmente amam os animais.

 As folhas são brancas e vem com algumas gravuras como essa e no final do livro vem citados os principais animais da América do Norte e suas características. Uma obra indicada para _ literalmente a maioria dos públicos por ter uma narrativa bem fluída.

E aí , quer saber o que aconteceu com Taga depois que ele caiu naquela nevasca em um penhasco? Em quê ele se transformou e o desfecho dessa história? Te convido a ler esse livro cheio de aventuras, onde os animais lutam pela sobrevivência e se desbravar em meio as florestas. Mais que recomendado! Amei, pois não tinha lido nada parecido ainda.


Onde Comprar :  Na  LIVRARIA MACHADO DE ASSIS ou fale diretamente com o autor no seu INSTAGRAM, mas creio que brevemente estará na LIVRARIA  da Scortecci  também.

Curta a página do livro : AQUI .



Espero que tenham gostando da resenha e deixo vocês com o booktrailer do livro:



36 comentários:

  1. Oláááááááá Joyyyyyyyyyce!
    Guria vou te contar uma coisa: você me emocionou com essa resenha!
    Sou apaixonada por animais, florestas e histórias indígenas então é claro que me encantei, mas a maneira como vc descreve com tanta intensidade e sensibilidade as aventuras de uma narrativa que poderia ser real, a paixão com que fala da conscientização da preservação da natureza, a floresta mágica (ou magia da floresta) com seus sons, seus biomas, sua história contada através dos ventos, dos céus, do verde e do coração, me conquistaram por completo <3
    Parabéns pela resenha e sucesso ao autor Marcelo!
    Vou procurar o livro para comprar :)
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    aaaaaaaaaaahhhhhh já ia esquecendo de dizer: as fotos estão maravilindasssssss e levo uma xícara desse café!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi LuLyyy, que bom que você gostou da resenha flor e que o livro te interessou, fico mega feliz com isso, obrigada pelo carinho de sempre. Ah, pode levar a xícara de café, bju grande.

      Excluir
  2. Oii, adorei conferir a resenha deste livro, vi tantas postagens suas dele no instagram, que fiquei curiosa, pensei esse livro deve mesmo ser bom :)
    Parece mesmo um bom livro, não é meu tipo de leitura, mas fiquei intrigada para saber como o autor conseguiu trabalhar com a narrativa feita pelos animais.

    Obrigada pela dica, e suas fotos estão sempre lindas

    Beijos Ariane
    Blog LivrosdaNane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nany, te deixei curiosa né, rs,rs,.
      O livro é muito bom, super recomendo a leitura. Bjus.

      Excluir
  3. Ola Parceira Linda!
    Que resenha maravilhosa!! Amei cada parte! Estou até emocionada! Concordo com a Lulli! suas palavras parecem tão leves mas tão carregadas de amor e carinho que fica quase impossivel de contemplar essa obra! A maneira como você escreve sobre cada pedacinho desse livro nos emociona profundamente! Ahhh, amei a fonte! Ficou linda <3

    Beijocas do Canção! Ps: QUE FOTOS MARAVILHOSAS!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Joyce!
    Ai, que resenha linda! Eu amo animais selvagens, achei essa trama show de bola! E as fotos estão espetaculares, como sempre!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  5. Oi, Joyce!!!😊
    Que interessante parece ser esse livro... estamos sempre lendo algo sobre a vida das pessoas, sentimentos, etc... e pouco (ou nunca!) nos deparamos com essa temática!!! Como os animais de fato vivem, assim como com essa temática de cultura indígena!!! Com certeza um livro para aprender algo, que nos enriquece culturalmente. Adorei!!💕

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Lu, só nos enriquece uma obra dessa, vale a pena ler, bjus e vc falou tudo as pessoas esquecem dos animais.

      Excluir
  6. Oi, Joyce .

    Gostei bastante da sua resenha, já conhecia a editora Scortecci, mas não este livro...pelo que pude ver aqui ele é uma ótima dica de leitura, gostei bastante das fotos e estou amando os posts deste blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaqueline, ficou feliz em saber que gosta dos posts do blog, quero ver uma resenha sua com o livro da Scortecci, a editora tem livros e autores ótimos né, bjus.

      Excluir
  7. Ahhh eu quero saber o que aconteceu... hahaha
    Acho maravilhoso esses autores que conseguem dar vida e sentimento a animais :D
    Acredito que é o tipo de leitura lúdica que todos devem fazer!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade guria, eu amo de paixão animais , são seres viventes que também tem sentimentos, e a maneira como o autor abordou a história conscientizando a preservação da vida selvagem foi ótima, bjus.

      Excluir
  8. Vou começar falando das fotos, maravilhosas.
    A resenha nos passa uma a untensidade da aventura e ao mesmo tempo a ternura do tema natureza. Os animais, a floresta, me lembrou muito o personagem Aslan de Nárnia. Parabéns pela sua escrita, muito cativante.
    www.danuzaeoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Danuza, fico feliz com suas palavras, não conheço o personagem que você citou ainda. Bjo grande.

      Excluir
  9. Oii Joy, que livro lindo! Sua resenha como sempre está maravilhosa, rica em detalhes... Acho incrível quando a narrativa transcorre através da visão de animais, podemos ver como é seu habitat, seus modos e costumes, e pela maneira que descreveu podemos até sentir o que é vivido por eles, isso sem esquecer o romance que está envolto a isso tudo. Sem dúvidas parece uma leitura muito rica, confesso que nunca vi nada parecido e amei a originalidade, a edição gráfica, achei maravilhosa, assim como suas fotos! beeijos
    Fabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fabi, seus comentários são um incentivo para me continuar em frente, amo que faço, bjus.

      Excluir
  10. Olá!

    Adorei as fotos e suas resenhas são sempre interessantes. Nunca havia ouvido falar nesse livro, mas por abordar a natureza e também falar sobre uma tribo indígena e ter uma premissa que nos transmite sensibilidade e algo mágico, acredito que é uma leitura bem interessante e enriquecedora.

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  11. Isso é tão Madagáscar misturado com Lambada: A Dança proibida... rsrsrsrs... adorei o tema, deve realmente ser bem interessante. Nunca li nada assim... Parabéns...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu diria que é bem mais O Rei Leão Bruna, do que Madagasgar, na minha opinão, lógico.
      Obrigada, bjus.

      Excluir
  12. A capa já me chamou a atenção e a sua resenha mais ainda pra um lista que estou fazendo de livros para ler com minha filha. Agora que ela vai fazer aniversário quero começar a ler histórias um pouco mais complexas mas ainda no mundo da fantasia e como ela ama animais (no momento sonha em ter uma clinica veterinária) acho que esse livro vai ser maravilhoso para nós duas. Bjs ~Elis Blog Pretenses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que bom, com certeza. Que o sonho dela se realize, bjocas.

      Excluir
  13. Oi, Joyce tudo bem.

    Tenho que falar primeiramente desta capa e as fotos que estão maravilhosas, nos apresentando um trabalho muito bem feito da editora. Sobre sua resenha...eu amei e já vi que vou chorar lendo este livro, porém não será somente eu e sim todos que amarem o gênero e ler sobre a vida animal. A proposta é bem chamativa e única , nos mostrando que é uma ótima dica de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada jaque, realmente o trabalho da editora está perfeito, foi o primeiro livro que li e amei tudo. Super recomendo a leitura para você, bjus.

      Excluir
  14. Nossa! Que universo incrível esse que o autor criou! Adorei os trechos que você colocou também... Deixa a gente super curiosa com a história do livro!
    E essas fotos?! Você arrasa sempre, parabéns pelo blog sempre lindo!!!
    Super beijo!!


    www.lendo1bomlivro.com.br
    Instagram :) @lendo1bomlivro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Day, muito obrigada, realmente o autor criou um universo incrível mesmo.
      Precisa ler e mergulhar nesse universo também , bjocas.

      Excluir
  15. Tudo que eu consegui pensar enquanto li era no Mogli. Eu amei a ideia do livro. Sua resenha também ficou espetacular. Nunca tinha visto nada assim . Além das fotos, que são um show a parte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Gabi,Sim também parece com Mogli.
      Bjocas e obrigada pela visita.

      Excluir
  16. Que amor de resenha, como não se apaixonar com esse livro depois de tudo que você descreveu. Fiquei super curiosa. Fotos maravilhosas como sempre.

    ResponderExcluir
  17. Ei psiu! Que fotos lindas são essas hein! Maravilhada aqui com essa resenha e esse livro. A editora Scortecci está de parabéns. E o autor também por ter tanto cuidado com uma dessas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é verdade uma obra dessas merece todo reconhecimento não é verdade, bjocas.

      Excluir
  18. Encantadora sua resenha e fotos e parabéns ao autor por esse livro lindo, a editora não fica de fora, parabéns pela diagramação que está linda.bjuuu

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.
Obrigada, volte sempre!